quarta-feira, 7 de março de 2012

"as artes são muito velhas"

La coleccionista de palabras, Sonja Wimmer, Alemanha

«A poesia será a primeira a morrer. Será absorvida pela prosa, mais cedo ou mais tarde. A palavra bela, por exemplo, a palavra colorida e brilhante e a imagem bela pertencem agora à prosa. Para chamar a atenção, a poesia tem de se esforçar e usar palavras invulgares, palavras fortes e rudes que nunca foram belas. A beleza, como soma de várias partes belas, atingiu a apoteose com Swinburne. Não irá mais além... exceto, talvez, nos romances.
Belos e Malditos, F. Scott Fitzgerald

4 comentários:

Teté disse...

E quando é que ele expressou essa opinião? :)

Beijocas!

tonsdeazul disse...

Há uns bons anos, Teté!
O livro foi publicado em 1922, antes da sua grande obra, "O Grande Gatsby". :)
E não, não concordo com o personagem principal do livro, Anthony Patch. Sim as artes são muito velhas, mas não é por isso que vão desaparecer! A poesia então continua viva, muito embora não seja tão lida e apreciada como a prosa... Mas eu continuo a não deixá-la morrer. ;)
Beijinhos e tem um dia especial hoje

Nina Porcelain Lennitta disse...

Que interessante... mas não sei se concordo com a personagem de F.Scott Fitzgerald.... se bem que é verdade que nunca tinha visto as coisas por este prisma. Creio que, de hora em diante, terei muito cuidado com a poesia, pois certamente não calharia nada bem que ela morresse! :)

tonsdeazul disse...

Ai a esse ponto acho que sim, Nina Porcelain Lennitta! Deves ter muito cuidado com a poesia e não deixá-la cair no esquecimento! :) E temos autores tão bons, que nem precisamos de ir procurar lá fora. ;)

Pinturas populares (últimos 30 dias)