quinta-feira, 25 de maio de 2006

15.ª Edição do Maio Jovem (25 a 31 de Maio)

Pois é... é mesmo hoje, dia 25 de Maio, pelas 21h30 que arranca a todo o gás a 15.ª Edição do Maio Jovem. Esta terá lugar no Instituto Português da Juventude em Faro, com entrada gratuita, e terá como abertura a inauguração da exposição: "A Última Obra Prima de Aaron Slobodj" de José Carlos Fernandes. (Estou ansiosa por ver mais uma obra prima tua!)
Seguidamente, e não menos importante, está a apresentação do livro de BD: "24h - Volta a Portugal em BD", uma iniciativa do drmakete, divulgada neste blogue no mês de Abril e que conseguiu reunir em 24 horas, 24 histórias, de 24 autores, de 24 lugares. (Para ti, Phermad, os meus Parabéns! Ah! E já agora, deixa-me dizer-te que tiveste bem na rádio RUA. Tens cá uma voz... ui...ui... Mas, agora a falar muito a sério. Tu e o José Carlos Fernandes estiveram cinco estrelas! Conseguiram fazer-me rir em plena condução, o que não é fácil! Ehehehe)
Ainda hoje, podem assistir a um desfile de Moda Jovem e para finalizar Viviane (dos Entre Aspas) brinda-nos com um concerto.
Mais informações aqui.

segunda-feira, 22 de maio de 2006

Não queria voltar

Estive ausente. Por largos dias parti. Agora, aqui estou novamente por estes lados. Voltei. Que andei eu fazer? A subir e a descer. A caminhar, sem descanso, por longos caminhos. A sentir o pulsar do meu verde Minho. A reencontrar lugares e a conhecer gentes. A registar simpatia, sorrisos e gargalhadas. A saborear momentos de euforia, de cansaço, de bebedeira, de nostalgia, de emoção, de saudade, de tudo e de nada.

terça-feira, 9 de maio de 2006

terça-feira, 2 de maio de 2006

Trilho dos Montes Serranos

Percurso: Pedestre
Localização: 2 Km a Sul da vila de Cachopo, Concelho de Tavira
Distância aproximada: 9 km
Duração: 3h - 4h (aprox.)
Grau de dificuldade: Baixo
Cotas mínima e máxima do percurso: 250-375

Um percurso onde se parte à descoberta da tranquila Serra do Caldeirão e do seu património natural e cultural. Situado no interior do Concelho de Tavira e com passagem pelas Casas Baixas, Alcarias de Baixo, Amoreira, Passa Frio e Garcia, o trilho brinda-nos com aromas, sons e muita cor. Nas zonas de vegetação, as estevas predominam, como que a indicar-nos o percurso. Deleitámo-nos com a ribeira da Foupanilha, enquanto que os perdidos moinhos de vento dos nossos olhos se escondem.
À distância, a aldeia surge-nos e perto revela-nos o seu ar curioso, alegre e festivo, coisa de quem, mesmo não esperando, gosta de receber quem cedo a visita.



Pinturas populares (últimos 30 dias)