quinta-feira, 9 de setembro de 2010

"não conseguia agitar os braços senão com o auxílio misterioso do vento"

Four TreesFour Trees, Kestutis Kasparavicius, Lituânia

«Palavras não eram ditas, João Sem Medo sentiu de súbito a carne converter-se numa matéria mais áspera e o sangue a correr de forma diferente nas veias.
Quis fazer um gesto. Impossível. Baixar as mãos. Não pôde. Experimentou dar um passo. Em vão. Era como se o prendessem à terra garras de âncora.
Mas só quando um pardal lhe veio construir o ninho nos braços é que João Sem Medo compreendeu com espanto que estava metamorfoseado em árvore.»
As Aventuras de João Sem Medo, de José Gomes Ferreira

2 comentários:

Teté disse...

Nunca li esse livro, mas tenho alguma curiosidade. Em tempos li alguma da poesia dele... :)

Beijocas!

tonsdeazul disse...

Foi o primeiro que li do autor, pois também só conhecia alguma poesia, Teté! Assim que escrever a opinião sobre o livro coloco-a aqui, mas posso já adiantar-te, que vale a pena! ;)
Beijinho

Pinturas populares (últimos 30 dias)