quinta-feira, 16 de setembro de 2010

Levada do Risco

Percurso: Pedestre (PR 6.1 Levada do Risco)
Localização:
Rabaçal, Porto Moniz, Madeira
Distância aproximada:
9,2 km
Duração aproximada:
3h
Grau de dificuldade:
Médio

A Levada do Risco tem início e término na Estrada Regional 110, a 1290 m de altitude. Daqui desce-se até à Casa do Rabaçal, para seguir em direcção à Levada do Risco ou à Levada das 25 Fontes (de que já falámos).
A partir do entroncamento em que temos de optar por um dos dois percursos, podemos dizer que este trajecto torna-se bastante acessível.

Neste continuámos a percorrer a floresta laurissilva ou não estivéssemos nós na Madeira! Como referimos no percurso anterior, também aqui predomina a Urze molar (Erica Platycodon subsp. maderincola), a Uveira da serra (Vaccinium Padifolium), o Mocano da Serra (Pittosporum cariaceum) e claro os tons rosa do Gerânio-da-Madeira (Geranium maderense), como podem ver na última foto.

No decorrer deste passeio tivemos o privilégio de cruzar constantemente com o Bisbis (Regulus ignicapillus madeirensis) e o Tentilhão (Fringila coelebs), que pareceram-me a mim bastante vaidosos, pois estes ao contrário dos que encontrámos em percursos anteriores, adoravam deambular-se e pavonear-se entre os turistas e posar para a fotografia. Quase que arrisco a afirmar que se tivesse umas migalhas de pão eles não se recusariam a chegar-se até à minha mão!

O trilho termina numa cascata, que tem ao seu redor uma paisagem deslumbrante e convidativa à contemplação. Aliás todos estes percursos são excelentes para a meditação e até mesmo para o deleite da leitura!
E com a descrição desta Levada dou por terminada as minhas incursões pedestres por terras madeirenses.

5 comentários:

Teté disse...

Já ouviste falar de um hobby chamado "bird-watching"? É que para esses que o fazem, estas levadas também devem ser boas... :)))

Mas ler enquanto se percorrem 9,2 km de altos e baixos não me parece boa ideia! :D

Por mim, nem arrastada... eheheh!

Beijinhos!

tonsdeazul disse...

Sim. Na zona onde vivo existem muitas actividades de pedestrianismo associadas à observação de aves.
Na Madeira também havia muitos turistas de binóculos em punho! ;)

E a leitura seria para as pausas. Eheh Não me estás a ver de livro na mão enquanto caminho, pois não?! :)

Ainda não desisti de te levar comigo num destes passeios, Teté! :p Beijinhos

Jojo disse...

Esta levada é lindíssima! É da minha terra não podia dizer mal!:p
Lembro de ver os tentilhões. São tão "simpáticos"! O guia até tem nomes para eles. Como ele os distinge, não faço a mais pequena ideia.Essa ideia de levar um livro é uma boa ideia!;D

Quando vieres cá de novo, tens de experimentar a do Caldeirão Verde e a do Caldeirão do Inferno. São lindíssimas!

Bjinhos*

Fernando disse...

Deixa-me dizer-te que tens aqui fotografias simplesmente l-i-n-d-a-s! Porque não criares também um blog(ou algo parecido) relacionado com fotografia? Acho que tens mesmo muito jeito para isso.

A Madeira parece ser um sitio lindíssimo, que eu por infelicidade ainda não tive o prazer de visitar, só espero que seja em breve!


Cumprimentos, Fernando

tonsdeazul disse...

Independente de viveres aí ou não a Madeira é sem dúvida um lugar lindo e que vale a pena conhecer, Jojo! :)
Sim ficaram muitas Levadas e Veredas por fazer, por isso vou ter mesmo de voltar! Eheh
Beijinhos


Obrigada, Fernando! :) Seria uma hipótese, mas gosto de partilhá-las por este cantinho azulado. ;)
Eu tinha uma ideia errada da Madeira, achava que não ia gostar e saí de lá maravilhada! Se um dia se proporcionar deves ir.
Um excelente fim-de-semana! E olha que este é o último do Verão! ;)

Pinturas populares (últimos 30 dias)