quarta-feira, 8 de setembro de 2010

As letras


Bix Text Generator, Sevens Heaven, Holanda

As suas mãos delicadas tocaram as minhas e de sorriso no rosto pergunta-me:
- Susana vens para o meu quarto ajudar-me a fazer os trabalhos de casa, enquanto a minha mãe fica aqui na cozinha?
- Vou sim, Raquel. Trouxeste muitos deveres para fazer?
- Trouxe a letra A. Sabes tenho que a escrever várias vezes! Estás a ver esta folha com estas linhas? Tem de ficar tooooda cheia!
- Queres ajuda para o primeiro A?
- Siiim. Ajudas-me?
- Dá-me a tua mão. Começas aqui em cima na linha, depois tocas na linha de baixo, sempre em forma redonda vais subindo até fechar. E agora só falta a perninha do A. Vês é fácil! Vá agora faz sozinha.
(E nesse pequeno instante os meus pensamentos voaram para os dias da minha infância, para aquele momento em que a minha mãe pegou na minha mão para me ajudar a escrever o A naquele caderninho de linhas estreitas, concebido especialmente para aprender a escrever as letras).
- Susana! Susana, está bem?
- Hum, Raquel... Sim estás a sair-te bem.
Mas ela pára a sua tarefa, coloca as mãos na cintura e de olhos muito esbugalhados questiona-me com um ar muito sério:
- Mas está perfeito, Susana? É que tem de estar PERFEITO! A minha mãe gosta de tudo per-fei-to!
___________________
Dia Internacional da Alfabetização

6 comentários:

Paula disse...

Daqui a dias estou eu a passar, mais uma vez por isso, a minha filhota mais nova vai para o 1º ano :)e a outra vai mudar de escola porque vai para o 5º ano, isto vai ser um ano "interessante" :P

tonsdeazul disse...

Novas experiências para as três! :) Que corra tudo pelo melhor, Paula!

Teté disse...

Eheheh, esta fez-me lembrar o primeiro dia de aulas do meu filho, que ia tão compenetrado por ir aprender a ler, que nem abriu a boca durante o caminho para a escola. Ele que sempre falou que se desunhou...

Claro que a compenetração foi sol de pouca dura, mesmo assim a vontade de aprender era tão grande que aprendeu rápido... :)))

tonsdeazul disse...

E tu ainda te lembras do teu primeiro dia de aulas, Teté? Eu acho que nunca se esquece!
Eu chorei no meu, não queria que a minha mãe me deixasse naquela sala de aula sozinha com imensos miúdos que eu não conhecia de lado nenhum! A sorte é que a minha amiga (a amizade ainda sobrevive) lá me convenceu que ia ser porreiro! ;)

MJ FALCÃO disse...

Belos tempos esses, pena que tanta gente não tivesse aproveitado como nós...
Pensar que há ainda tanto analfabetismo em Portugal dá-me quase vontade de chorar!
Belo post!

tonsdeazul disse...

Posso dizer que me considero uma privilegiada por ter nascido ainda nos finais dos anos 70, MJ Falcão! Eram outros tempos, penso que muito mais "saudáveis"!
Depois do 25 de Abril, Portugal deu um pulo muito grande, mas os alicerces não foram construídos como deveria ser! Ficou um hiato nas estruturas e quando assim é, quando as coisas começam mal, continuam mal e não há vontade para endireitar então continuar-se-á a caminhar mal!
Obrigada! ;)

Pinturas populares (últimos 30 dias)