domingo, 1 de junho de 2008

Sou criança!

a descobrir Leiria
"Quando as crianças brincam
E eu as oiço brincar.
Qualquer coisa em minha alma
Começa a se alegrar.

E toda aquela infância
Que não tive me vem,
Numa onda de alegria
Que não foi de ninguém.

Se quem fui é enigma,
E quem serei visão,
Quem sou ao menos sinta
Isto no meu coração."

Fernando Pessoa, Poesias, 1933

5 comentários:

Fernando Pessoa disse...

grande poema :) obrigado por essas citações :)

Teté disse...

Tenho conhecido na blogosfera uma série de poemas de Fernando Pessoa que não conhecia, ou se já, devo tê-los esquecido...

A memória não dá para tudo, mas a de ser criança é imprescindível... :)

Jinhos!

Ad astra disse...

caramba, andava a precisar do azul...nos teus tons...

beijo

carteiro disse...

aqui está um momento tão bem captado! os sonhos têm lugar em instantes destes.

Umabel disse...

Eu também sou!!

Lolol

Pinturas populares (últimos 30 dias)