quarta-feira, 23 de setembro de 2015

"A cada passo, a vida inteira"

The Highlands, Escócia

«Este é um caderno de viagem, única e irrepetível como qualquer ser. Como qualquer sede. Porque viajar, à semelhança de escrever ou guerrear, é um frívolo segundo de desabafo; é uma meditação e um descanso. É viver de ideias novas, porque nunca estancam. Uma viagem é uma obra por fazer. É como uma vida inteira, em ponto pequeno.
Viajar é ser um pouco vento, participar da sua magia de forma microscópica. Por isso, chegar à casa do vento e assistir à sua partida apressada em todas as direcções é um encadeamento de momentos que pode decifrar o porquê de os elementos serem deuses, e o homem, o agente electrificado com suficiente voltagem para o compreender.»
O Vento dos Outros - A cada passo, a vida inteira, Raquel Ochoa

sábado, 12 de setembro de 2015

Este amor...

Cabo Sardão, Portugal 

É um amor feito de mar,
de pizza,
e de tardes quentes.

É um amor feito de kms,
de fins de semana,
e de comboios.

É um amor feito de travessias,
de férias,
e de aviões.

Ele é bonito.
É feito de sonhos,
que cheiram a terra.

Ela gosta dele. Mui-to.

Pinturas populares (últimos 30 dias)