terça-feira, 1 de maio de 2012

Trilho de Monsanto

Percurso: Pedestre 
Localização: Monsanto, Idanha-a-Nova 
Distância aproximada: 2 km 
Duração aproximada: 2-3 horas 
Grau de dificuldade: Médio 

Ao sairmos de Idanha-a-Velha, dirigimo-nos em direção à aldeia de Monsanto. Os meus olhos tinham imensa curiosidade em conhecer esta aldeia popularmente conhecida como "a aldeia mais portuguesa de Portugal" e que exibe uma réplica do galo de prata (símbolo do título que lhe foi atribuída) no cimo da Torre do Relógio ou de Lucano. 

As casas de Monsanto são todas elas construídas em pedra granítica.
 Como se encontra numa elevação escarpada designada por o Cabeço de Monsanto, a aldeia deixa-se avistar ao longe, como chamariz para quem a visita. 

O percurso não é difícil, mas exige um pouco mais das pernas, pois é sempre a subir. Alguns dos locais de passagem neste percurso são a Igreja Matriz, o Pelourinho, a Torre do Relógio, a Capela São Pedro de Vir-a-Corça, a Torre de Menagem, a Casa de Fernando Namora e muitos outros que agora me falta a memória.

Caminha-se por entre ruas estreitas e algumas casas fazem-nos lembrar a casa dos Flintstones. Ao chegarmos ao ponto mais alto, que atinge os 758 metros, podemos vislumbrar a aldeia e toda a paisagem envolvente, que se perde no horizonte. Uma vez aqui há que fazer o caminho de volta, mas como é a descer, "todos os santos ajudam".

Próxima paragem: Castelo Novo







4 comentários:

Isabel disse...

Lindas fotos.
Há tempos que não vou a Monsanto.
É um passeio bonito.
Um abraço

Teté disse...

E assim vais conhecendo os caminhos de Portugal! Muito boas fotografias, gostei especialmente da da janela! :)

A caminhada, pois, não seria muito para pernas enferrujadas... :D

Beijocas!

Miguel Pestana disse...

Olá "vencedora"..

Envia-me um mail para silenciosquefalam@gmail.com

para eu responder e dar-te a conhecer os livros para que escolhas 1.

:)

tonsdeazul disse...

Obrigada, ISABEL. É sem dúvida um lugar maravilhoso. Gostei imenso de percorrer aqueles caminhos. Um dia voltarei. ;)
Um abraço


Pois é, TETÉ. Já me falta pouco. Estou em falta para com Trás-os-Montes e com os Açores.
Obrigada, também é uma das minhas preferidas.
Imaginei que me fosses dizer isso. :p Beijocas


MIGUEL aguardo ansiosamente o meu Tolstoi. :) Obrigada por esta oportunidade.
Abraço

Pinturas populares (últimos 30 dias)