quinta-feira, 17 de maio de 2012

Lenda de Almorolon

Castelo de Almourol, Vila Nova da Barquinha

Ao que parece o castelo de Almourol tinha como senhor, no século XII, um emir árabe que se chamava Almorolon e dizem que foi assim que o castelo ficou-lhe com o nome. 


Ora o mouro Almorolon tinha uma filha formosa, que um dia ao passear pelas redondezas se apaixonou por um galante cavaleiro cristão. A partir desse dia, o coração da bela donzela ficou fechado para tudo, pois já só tinha lugar para o seu amor. Como a vontade de estar perto do seu amado era maior, do que o medo de ser descoberta, a jovem formosa não achou mal revelar-lhe como poderia entrar no castelo durante a noite. 

Só que o jovem cavaleiro não sofria do mesmo mal de amor e por isso aproveitou a confidência da jovem para engendrar uma emboscada. Assim, numa noite introduziu-se no castelo e abriu as portas aos seus companheiros, que já estavam prontos para a guerra. Claro que apanhado de surpresa, o inimigo não teve salvação e o castelo foi conquistado. 

A jovem ao aperceber-se da sua ingenuidade acorreu para o pai e contou-lhe toda a sua culpa. Como Almorolon tinha um amor enorme pela filha, acabou por perdoar-lhe. E sabendo que não poderia escapar, o árabe abraçou a sua filha adorada e juntos lançaram-se das altas muralhas. Ele porque preferia a morte ao cativeiro. Ela porque tinha sido cruelmente atraiçoada pelo seu amado.

7 comentários:

Au chocolat disse...

Sempre a aprender! Obrigada pela curiosidade, ainda hei-de ir ao Castelo de Almorol e de certeza que não me vou esquecer do que aqui aprendi :)

N. Martins disse...

Bonita história/lenda. :)

Miguel Pestana disse...

Adoro lendas! Todos os cantinhos têm uma.

Onde fica esse castelo?

Bom fim de semana:)

tonsdeazul disse...

Vale a pena conhecer este castelo e a zona envolvente, AU CHOCOLAT. É um dos mais bonitos do nosso Portugal. Não digo o mais bonito, porque o meu preferido é mesmo o de Marvão. ;)


Sempre é diferente das outras que aqui tenho publicado, N. MARTINS. Esta termina em tragédia, mas pelo menos não dos dois apaixonados. ;)


Também gosto imenso, MIGUEL PESTANA. Ando sempre em busca delas em todo o lado que vou. Ehehe
Este castelo fica perto de Vila Nova da Barquinha, no Ribatejo.
Bom fim de semana também para ti. :)

Isabel disse...

Uma lenda que acaba mal.Não conhecia a lenda e também não conheço o castelo, embora já lá tenha passado ao lado muitas vezes.Fica relativamente perto. Há uns anos, tinha uma visita de estudo, com os alunos, planeada, que em cima da hora teve de ser desmarcada, porque houve um problema com o transporte. Ficámos todos cheios de pena. Foi uma visita que nunca mais se proporcionou.
Bom fim-de-semana

Teté disse...

As lendas são sempre deliciosas, mesmo que, como esta, tenham um final infeliz... :)

Fazem parte da tradição de um povo e das muitas histórias que este tem para contar, nem sempre esperançosas e otimistas! Como ele próprio...

Beijocas!

tonsdeazul disse...

Pois nem sempre terminam bem, ISABEL. Mas como refere a TETÉ e bem todas elas são deliciosas, porque refletem um lugar de pertença, enquanto povo.
O castelo foi pena não o teres visitado, mas quem sabe se não surge uma nova oportunidade. ;)
Uma boa semana!

É isso mesmo, minha querida TETÉ! :)
E nós agora andamos com poucas razões para sorrir, mas lá se vai fazendo por estar sempre na mó de cima. :) Beijocas

Pinturas populares (últimos 30 dias)