domingo, 25 de maio de 2014

trinta mil dias

..., Fátima Afonso, Portugal

«Fiz ontem as contas e foram mais de trinta mil os dias em que adormecemos e acordámos juntos, na cama onde agora te escrevo e de onde espero sair para ir de novo até ti. Trinta mil dias a olhar-te dormir, a saber o frio ou o calor do teu corpo, a perceber o que te doía por dentro, a amar cada ruga a mais que ia aparecendo. Trinta mil dias de eu e tu, desta casa que um dia dissemos que seria a nossa (que será de uma casa que nos conhece tão bem quando já aqui não estivermos para a ocupar?), das dificuldades e dos anseios, dos nossos meninos a correr pelo corredor, da saudade de nos sabermos sempre a caminho de sermos só nós. Trinta mil dias em que tudo mudou e nada nos mudou, das tuas lágrimas tão bonitas e tão tristes, das poucas vezes em que a vida nos obrigou a separar (e bastava uma tarde longe de ti para nem a casa nem a vida continuarem iguais). Trinta mil dias, minha velha resmungona e adorável. Eu e tu e o mundo, e todos os velhos que um dia conhecemos já se foram com a velhice. Nós ainda aqui estamos, trinta mil dias depois, juntos como sempre. Juntos para sempre. Trinta mil dias em que desaprendi tanta coisa, meu amor. Menos a amar-te.» 
Prometo Falhar, Pedro Chagas Freitas

4 comentários:

Isabel disse...

Gostei do texto e da ilustração.
Fui fazer as contas e 30000 dias são mais de oitenta anos. Ora supondo que se casaram (sim, naquele tempo, não havia "juntamentos") com 18 anos, isso faz quase 100 anos...

Realmente, estão bem velhinhos!

Boa semana!

teresa dias disse...

Tu não falháste.
A escolha do texto e da foto merece nota máxima.
Bjs.

tonsdeazul disse...

E um amor assim é tão bonito. Não é, Isabel?
Caminhar uma vida em sintonia um com o outro, na partilha e na ultrapassagem de obstáculos, sempre lado a lado não é coisa fácil nos dias que correm...
Um boa semana! :*


Obrigada, Teresa Dias.
Olha que não foi nada fácil encontrar a imagem "perfeita" para este texto tão belo do Pedro Chagas Freitas! ;)
Beijinhos

Teté disse...

Comovente! Adorei esta citação... :)

Beijocas

Pinturas populares (últimos 30 dias)