quarta-feira, 29 de janeiro de 2014

«Contramão»


«Para mim, um Disco é cada vez mais um Livro, uma narrativa contínua de histórias desencontradas que se reencontram na Música que escrevo, de personagens, por vezes atormentadas, outras felizes, de sentimentos de perda ou de conquista que acabam por ser comuns a muitos de nós. Falo de mim através das vozes de outros e transponho-me para os outros usando a minha própria voz. Ao longo de todo este tempo, diria quase desde que me conheço enquanto Músico, procurei melhorar a simplicidade daquilo que verdadeiramente me fascina: escrever Canções. O que aí vem é apenas isso. A minha Vida tornada palavra e harmonia. Se se encontrarem comigo neste trabalho, a minha tarefa estará cumprida e partirei para a estrada já com o próximo disco nas entranhas.» 
Pedro Abrunhosa

Está a chegar o primeiro concerto do ano. 
E vai ser tão bom! :)


Foi tão bom!

'Faro. 31.01.14., Teatro da Figuras. Entrelaçámo.nos. Cumprimo.nos. Intocados, volvemos à nossa paz pessoal depois da Paz colectiva. Assombrámo.nos. Deslumbrámo.nos. Corremos o mundo uns dos outros como se jogássemos ao jogo dos disparates e as palavras tornassem ao palco transformadas pelas identidades de todos, diferentes, melhores, permanentes. Hoje fomos maiores do que a noite e, por isso, a noite foi inteiramente Nossa. Obrigado a todos. Aos presentes e aos que lutaram por bilhete sem, infelizmente, o terem conseguido. Também a vossa força lá esteve.' Pedro Abrunhosa

2 comentários:

Teté disse...

Não gosto muito da voz de Pedro Abrunhosa, mas gosto bastante das suas músicas e letras... Esta não é exceção! :)

Beijocas

tonsdeazul disse...

É um músico cinco estrelas, Teté! E os concertos dele são sempre vibrantes! :)
Beijoca

Pinturas populares (últimos 30 dias)