sexta-feira, 24 de janeiro de 2014

«Viagem»

Histórias de ida-e-volta, Paulo Galindro, Portugal

«O beijo da quilha
na boca da água
me vai trocando entre céu e mar,
o azul de outro azul,
enquanto
na funda transparência
sinto a vertigem
de minha própria origem
e nem sequer já sei
que olhos são os meus
e em que água
se naufraga minha alma

Se chorasse, agora,
o mar inteiro
me entraria pelos olhos»
in Raiz de Orvalho e Outros Poemas, de Mia Couto

3 comentários:

Paula disse...

Gosto da escrita de Mia Couto e adoro as ilustrações de Paulo Galindro!

Teté disse...

A imagem é linda e também gostei do poema. Embora não tenha tido paciência para ler o último livro de contos de Mia Couto, sempre a bater na tecla da morte...

Beijocas

tonsdeazul disse...

Pois eu também me apaixonei pelas ilustrações de Paulo Galindro! Sabia que ele tinha feito as ilustrações de um livro infantil do David Machado, mas ainda não me tinha debruçado muito pela sua arte. Fiquei rendida! :) Ele pinta murais fabulásticos!!


Não estou a ver qual é esse último livro de contos de Mia Couto. Qual é, Teté?
Beijoca

Pinturas populares (últimos 30 dias)