terça-feira, 11 de outubro de 2011

gosto de pa-la-vras

Baleal, Peniche

«Gosto das palavras que sabem a terra, a água, aos frutos de fogo do verão, aos barcos no vento; gosto das palavras lisas como seixos, rugosas como pão de centeio. Palavras que cheiram a feno e a poeira, a barro e a limão, a resina e a sol.»
Poesia e Prosa, Eugénio de Andrade

4 comentários:

Teté disse...

Também gosto de palavras! Daquelas que lemos com sabor, não algumas proferidas à toa e destituídas de sentido... ;)

Beijocas!

©carmen zita disse...

Eugénio de Andrade é o MAIOR.
(Um abraço, "tons de azul").

Culé disse...

Gosto das palavras que iluminam o olhar, gosto das palavras que leio em azul! Gosto de ti e de ler as tuas pa-la-vras no tons de azul! :)

Beijinhos

tonsdeazul disse...

Beijinhos meninas e menino! :)

Pinturas populares (últimos 30 dias)