sexta-feira, 8 de outubro de 2010

Sonho 1 | "Amo-te"

Amo-te
ainda que o não saiba
para além do fulgor dos beijos
no roçar das palavras
pelos lábios sedentos

Amo-te
em cada curva
em cada traço
atravessando o espaço

Amo-te
na desproporção
dos corpos
deitados na tela

Amo-te
na tinta dos sonhos
que ainda não ousamos pintar
___________________
Autora: Cartas a Si

Nota: Parece que já ninguém sonha... Que andam todos de cara em baixo e deixaram de olhar para o Céu. Sendo assim, agradeço à única participante que me enviou este lindíssimo poema. Aguardo na minha caixa do correio a tua morada para fazer seguir o prémio azulado!
Parabéns e continua a sonhar, sempre! ^.^

8 comentários:

humming disse...

Ooooh! Não acredito que só tiveste uma participação. Se eu tivesse dado conta do concurso, teria participado. Como é que me escapou isto? Leio-te sempre através Google Reader. Prometo que vou andar ainda mais atenta.

Oautor disse...

Olá

Parabéns ao vencedor ou vencedora! Muito bonito o poema!

Infelizmente não participei, gostaria imenso de ter ficado em segundo lugar pensava que era até hoje que se podia enviar os nossos sonhos! :( prometo que vou enviar na mesma o meu sonho para ti tons de azul!

Beijinhos

tonsdeazul disse...

Partilho aqui "A terra do arco-íris ao contrário", que chegou agora mesmo à minha caixa do correio. Uma história deliciosa. Não deixes também de sonhar, O autor! ^.^

Há muito tempo atrás havia um local onde toda a gente sorria e vivia alegremente, era a terra onde nasciam os palhacinhos, mais conhecida como “a terra do arco-íris ao contrário”!
Certo dia, um menino, como todos os meninos desse local, saiu em viagem para levar alegria às crianças que viviam noutras terras. Mas mais uma vez voltou para casa triste porque ao contrário de todos os outros ele não conseguia fazer as pessoas alegres, mas sim assustá-las.
O nosso amiguinho não tinha nariz apenas um buraco no centro da face e isso assustava as pessoas. Durante muito tempo ele foi a única pessoa triste na Terra do arco-íris ao contrário. Até que numa noite durante o sono ele sonhou que quando acordasse iria ter um nariz igual ao de todos os outros habitantes daquela terra e iria ser feliz e fazer toda a gente feliz para sempre.
Quando acordou e para seu espanto, mesmo no centro da sua cara, em vez de um buraco ele tinha uma bola vermelha, correu para a rua e todos os outros palhacinhos tinham um nariz igual ao dele, a felicidade ficou no rosto do menino palhacinho e o arco-íris ao contrário brilhou como nunca...
Desde esse dia todos os palhaços do mundo em homenagem ao sonho do nosso amiguinho, colocam uma bola vermelha no nariz, e ainda hoje o nosso amiguinho continua feliz na Terra do arco-íris ao contrário!!
Autor: O autor
Blogue: http://surrapa.wordpress.com/

tonsdeazul disse...

Humming, olá
Pois estranhei a tua ausência, mas deixa lá numa próxima pode ser que não te escape! ;) É sempre bom contar contigo e ler os teus textos.
Um beijinho

Cartas a Si disse...

Obrigada pela iniciativa, pelo prémio e pelas palavras que me dedicaste, Tons de Azul. Foi uma pena não ter havido outros textos.

Obrigada também a "o autor" pelo comentário ao meu poema, também gostei muito do texto "A terra do arco-íris ao contrário", é uma história muito bonita.

Espero que na próxima iniciativa que tiveres haja mais participantes.

Teté disse...

Peço mil desculpas por não ter participado neste concurso, quando tinha afirmado à partida que o faria. Mas na verdade os sonhos por aqui têm voado muito baixinho, quase rasteirinhos... :S

Beijocas e parabéns à participante pelo seu poema sonhador! :)

tonsdeazul disse...

Cartas a Si, olá
Amanhã faço seguir o prémio azulado. ;) Sim numa próxima haverá mais participantes. :)

Oh Teresa não peças desculpas, nem fiques aborrecida. Haverá outras oportunidades. Claro que sei que tu adoras estes meus desafios, assim como eu adoro poder contar com a tua participação, mas por vezes acontece-nos isso mesmo... Falta de inspiração ou simplesmente falta de tempo.
Beijinhos

Sweet Beeds disse...

Poema e prosa (ainda que tardia) bem bonitas...mas às x é como se tem dito...o Tempo corta as pernas ao Sonho e ele fica ali encolhido ao canto sem inspiração para respirar... :((

Pinturas populares (últimos 30 dias)