domingo, 24 de outubro de 2010

momentos do lado do sentir


Depois de ter aguardado a sua última obra com grande ansiedade, de só ter sido possível adquiri-la um dia depois do lançamento e de a ter lido sofregamente, só podia aguardar alegremente pelo dia da sua chegada aos algarves para o autógrafo e para mais um momento de troca de dois dedos de conversa.
Como sempre José Luís Peixoto não desiludiu. Recebeu os seus leitores com um largo sorriso e manteve com eles uma calorosa e animada conversa. Gostei imenso dos nossos 5 minutos, onde lhe pude transmitir o quanto tinha gostado deste Livro e mostrar-lhe as passagens que mais me tinham marcado, maravilhado e surpreendido.
É sempre muito bom poder haver esta ligação entre o autor e o leitor!

8 comentários:

Manuel Cardoso disse...

às vezes há esta coincidência entre o bom artista e o bom ser humano. Parece ser o caso, não é?
Só é pena que nem sempre assim seja.
Um abraço aí para o Algarve :)

tonsdeazul disse...

Sem dúvida, Manuel! José Luís Peixoto é uma dessas pessoas. É genuíno e isso transparece nos momentos em que partilha com os seus leitores e nas suas palavras escritas.
Por isso é que sempre que tenho a oportunidade de o encontrar pelos algarves tento não perdê-la! ;)
Um abraço (já com saudades) aí para o Minho!

Nuno Chaves disse...

um dia antes estive tb. com José Luis Peixoto aqui pela margem sul, subscrevo tudo o que disseste, JLP não se limitou a enviar beijinhos e abraços na sua sessão de autógrafos, deu e recebeu, isto é muitto importante para o leitor.
gostei imenso de o ter conhecido.
parabens susana por este post.

tonsdeazul disse...

Pois ele é mesmo assim, Nuno Chaves! ;) Uma pessoa simpática, que gosta de ouvir os seus leitores e trocar experiências com eles.
Já fui a uma mão cheia de sessões e apresentações e a sensação de poder estar com ele e ouvir as suas palavras é sempre maravilhosa. E depois é engraçado, porque ele já nos reconhece, muito embora não se recorde (obviamente) do nosso nome, mas lembra-se das conversas e dos lugares onde nos encontrámos anteriormente. E isso é muito bom!
Não tem manias, nem ares de importante, mas sim uma simplicidade e simpatia contagiantes, como as suas palavras. ;)
Obrigada.

Paula disse...

Estou praticamente a meio do "livro" :)
Será que vou ter a oportunidade de falar com Peixoto?
Espero que sim :P
Beijinhos

tonsdeazul disse...

Também desejo que tenhas essa oportunidade, Paula! ;)
Vou aguardar pela tua opinião.

Menphis disse...

Tenho de ler esse livro. Dizem que é muito bom.

tonsdeazul disse...

É uma obra diferente de todas as outras dele, Menphis! Está excepcional, principalmente porque a segunda parte quebra com tudo o que possas estar à espera.
Uma Casa na Escuridão continua a ser o meu preferido! ;)

Pinturas populares (últimos 30 dias)