terça-feira, 27 de julho de 2010

Um livro

Late Night Reading, Eenuh, Bélgica

Um livro. Um livro que ao primeiro olhar a encanta ao ponto de andar consigo para todo o lado como se de um amuleto se tratasse! Ou então não! Nem lhe causa impressão. Fica perdido e esquecido numa estante poeirenta até as suas folhas brancas deixarem de o ser.

Um livro. Um livro que contem imensas palavras e que estas, juntas, constroem grandes estórias. É certo que ela sempre gostou de palavras. Talvez por isso nunca se imaginou a não gostar de livros. Para ela, as palavras emanam poder! Têm aquela sonoridade doce e acre. Carregam em si uma força interpretativa e sentida. Ela gosta de as soletrar len-ta-men-te para melhor entranhá-las na pele e na alma. Mas também gosta de as so-le-trar rapidamente até lhe soarem a estranho, até lhe soarem a novas palavras, até já não lhe quererem dizer nada daquilo que inicialmente diziam.

Um livro. Um livro que a transporta para desconcertantes realidades e sentimentos. Por entre as suas páginas, deixa-se perder até altas horas por ter receio de que se as deixar, elas podem fugir, podem já lá não estar quando de novo voltar a elas. E como seria depois? Como seria não as encontrar? A sua vida continuaria imutável ou deixaria de ser igual? Não, não pode correr esse risco! O melhor mesmo é criar os seus monstros e os seus heróis no negrume da noite. Submergir nas palavras e não regressar enquanto não chegar à última frase, à última palavra, ao último ponto final.

3 comentários:

Vanda disse...

Despertaste-me o interesse :)
Bjos

K. disse...

Adoro ler-te. Provavelmente ainda não to tinha dito, mas é assim. :)

tonsdeazul disse...

Olá Vanda,
Então aguarda pela sequela! :p
Beijoca das grandes


Olá K.
Então o "adoro ler-te", caso também ainda não o saibas, é recíproco! :)

Pinturas populares (últimos 30 dias)