quinta-feira, 25 de março de 2010

«O Lobo»

FIL Ilustração de FIL

«Filho de Marte, vagabundo de florestas, catalisador de medos e paixões, personagem mitológica e de histórias de terror, estava ali sem movimento no interior de um branco imaculado, superfície demarcada por quatro traços de lápis cinzento no interior de uma folha de papel.
Os olhos amarelos sobressaíram na cor branca ao redor. Primeiro num traço imperceptível, depois ficando da forma da lua cheia, quando o animal acordou. Sim, ele acordou. Ouviste bem. Afinal estamos a falar do lobo e das lendas que o acompanham. Então mesmo na folha de papel, ele acordou sim senhor, e não se fala mais nisso.»
in Celacanto nº 2 - Ecozine sobre o Lobo, de Vários Autores (citação extraída do texto de António Ribeiro)

Ilustração de Mafalda Paiva. Fotografia de Teté

____________________
Nota: A exposição encontra-se patente até dia 11 de Abril, no Museu Nacional de História Natural, em Lisboa. Estão expostos alguns trabalhos dos 80 autores que participaram no Celacanto nº 2, dedicado ao Lobo.

3 comentários:

Teté disse...

Citação bem escolhida!

O problemas das fotografias é sempre o mesmo: os holofotes e os vidros reflectem sombras onde elas não existem... :)

Beijocas!

tonsdeazul disse...

Podes crer, Teté! Mas a tua ficou muito boa! Já a minha, o reflexo estragou a beleza da ilustração.
Já o li. Tem trabalhos muito bons! :)
Beijinhos

Paula disse...

Magníficas estas ilustrações
Adorei

Pinturas populares (últimos 30 dias)