quarta-feira, 23 de setembro de 2009

"Receita para fazer o azul"

Fuzeta, Olhão. Fotografia de phermad.

"Se quiseres fazer azul,
pega num pedaço de céu e mete-o numa panela grande,
que possas levar ao lume do horizonte;
depois mexe o azul com um resto de vermelho
da madrugada, até que ele se desfaça;
despeja tudo num bacio bem limpo,
para que nada reste das impurezas da tarde.
Por fim, peneira um resto de ouro da areia
do meio-dia, até que a cor pegue ao fundo de metal.
Se quiseres, para que as cores se não desprendam
com o tempo, deita no líquido um caroço de pêssego queimado.
Vê-lo-ás desfazer-se, sem deixar sinais de que alguma vez
ali o puseste; e nem o negro da cinza deixará um resto de ocre
na superfície dourada. Podes, então, levantar a cor
até à altura dos olhos, e compará-la com o azul autêntico.
Ambas a s cores te parecerão semelhantes, sem que
possas distinguir entre uma e outra.
Assim o fiz – eu, Abraão ben Judá Ibn Haim,
iluminador de Loulé – e deixei a receita a quem quiser,
algum dia, imitar o céu."

Nuno Júdice
__________________________
Obrigada Oautor por estas palavras tão azuis.

4 comentários:

Oautor disse...

E o azul é bonito :)

Teté disse...

Palavras tão azuis. com jeito de lenda antiga... :)

Beijocas!

Jojo disse...

Olá!
Obrigada pela passagem lá no meu blog.
Eu adoro o teu!Já o seguia há algum tempo. Adoro as imagens sempre tão bem escolhidas e os textos lindíssimos.
Este por exemplo, não o conhecia. Lindo!

bjinhos***

Graciela disse...

Ya sabes que el azul también es mi color favorito.
Debo robarme un pedazo de cielo o de mar para poder pintar un bonito azul en mis cuadros!
Gracias por tu visita y tus comentarios en mi blog!
Un beso.

Pinturas populares (últimos 30 dias)