quarta-feira, 9 de julho de 2008

Azul 3 | "Tu não me perdeste"

Nunca te disse que foi a rosa dos ventos,
Ainda eu era um doente das palavras,
Que me disse onde estavas tu.

E eu fui atrás de ti,
Pelo sul,
Pelo norte,
Pelo nascente e poente,
Sempre de rosa na mão.

Quando te encontrei,
Já a rosa era azul. E como vento nem vê-lo,
Mandaste-me embora.

Só me posso ter perdido algures no noroeste.
______________________
Autor: Fernando Pessoa
Blogue:
http://oblogdos5pes.blogspot.com/

19 comentários:

Rogeriomad disse...

Se te perdeste no Noroeste português, então estás no Minho... Apanha a A3 em direcção ao Porto, depois a A1 em direcção a Lisboa... etc...

Mas penso que te perdeste num ponto mais central... o da tua escrita!

Rogeriomad disse...

E como "Fernando Pessoa" penso que serás capaz de fazer melhor...
Força!

su disse...

Pois olha, eu acho que te encontraste em termos de escrita...está cheio de encaixes de escrita espectaculares...ADOREI! Rosas azuis são lindas...já vi: pintadas. Se mas oferecessem não mandava embora quem o fazia!!!

su disse...

Ah...su...INVEJEI, para além de ter adorado, o POSTAL. Quero mais informações sobre esta tua viagem que talvez depois faça em jeito de perguntas via mail...talvez vá precisar dessas informações, quem sabe, para daqui a uns meses!!! ;))) Muito Obrigado! Beijinhos grandes.

Teté disse...

Gostei muito, Fernando Pessoa!

Como não tenho faceta de crítica poética, acabo por apreciar apenas as palavras, as "imagens" e os sentimentos a que estão associadas... :)

Jinhos!

Kátia disse...

Muito lindo sim senhora!Parabéns aos concorrentes!Belas escolhas,belos escritos.
Beijo!

tonsdeazul disse...

Su, olá
Fico contente por teres gostado da surpresa! Mas nada de invejas!! Eheheh Queria ter enviado de lá, mas não me foi possível. Quanto às perguntas estás à vontade. Terei todo o gosto em responder a todas. :)
Beijinhos linda

Fernando Pessoa disse...

caro amigo rogeriomad,

um geógrafo nunca se perde, só se for nas palavras. e mesmo aí pode parecer perdido quando na realidade só está desorientado. e eu nunca disse que era escritor, muito menos bom. por isso não admira que as coisas que eu escrevo sejam más.

aos comentadores deixo uma citação que li há uns dias,

" [...] Mas, pela experiência que tenho, a poesia ou nos fala de imediato ao coração ou pura e simplesmente não nos diz nada. Um lampejo de revelação e um lampejo de resposta. Como um relâmpago. Como quem se apaixona. [...]"

j.m. coetzee, desgraça.

um abraço a todos

Rogeriomad disse...

Pessoa,

Quem te leva a pensar que o que escreves é mau, és tu!

Todos nós nos perdemos...

Saudações desnorteadas,

Rogério

Fernando Pessoa disse...

caro colega (entre geógrafos é assim),

já o grande professor doutor sarmento dizia que as minhas palavras eram bonitas, mas que lhe faltavam a profundidade analítica das questões, o cerne dissecado e pensado da questão.

é então possível a desorientação quando nos desviamos do objectivo.

ele não sabe como agora sou em termos profissionais, mas um dia digo-lhe que os conselhos foram bons e aproveitei para me transformar num praticante e seguidor do pragmatismo.

quanto à escrita, ela deve ser criativa e acima de tudo original, o que se torna difícil.

eu costumo achar fraco o que faço a esse nível para poder evoluir.

as críticas são sempre bem-vindas para a evolução também.

um abraço do minho (meti-me na A7 e fui de guimarães pr'a braga, já cheguei a casa. obrigado pelas indicações :)

Rogeriomad disse...

Caro colega,

Como o mundo é pequeno. Com tanta gente neste mundo virtual que acabei por trocar palavras com um geógrafo da escola minhota. Na volta ainda fomos parceiros de carteira...

Para mim a escrita tem de ser criativa e original... mas também "fluída" e "cativante" (usando já o adjectivo usado para descrever outro texto aqui publicado).
Pode ser criativa e original, mas acabar por ser uma cagada... :P
E claro, a sua interpretação será sempre subjectiva!

Na vida, a crítica é o que melhor que podemos obter. É sempre bom saber ouvi-la. Só assim podemos crescer/evoluir como tu bem referes...

Eu dei-te as indicações em direcção a Lisboa... se estás em Braga não as soubeste interpretar! eheh

Abraço.

Fernando Pessoa disse...

caríssimo,

por acaso este ano comemoro dez anos que entrei na universidade...

e tens toda a razão, por muito que se tenha boa vontade na escrita e ponhas muito empenho, sem talento normalmente sai alguma coisa pouco parecido com literatura.

um abraço

ruinzolas disse...

Seja bom, seja mau, o que interessa é sentirmo-nos bem.
O primeiro crítico que devemos levar a sério, somos nós próprios.

Uma ideia que espero não seja levada a mal pelo autor...

"Nunca te disse
Mas foi a rosa dos ventos
Que me mostrou onde estavas

E eu fui atrás de ti...

Quando te encontrei já a rosa era azul...
Eras apenas desconhecida...

Só me posso ter perdido algures no noroeste"

Perdoa-me o abuso da alteração. Foi apenas uma ideia.

Rogeriomad disse...

Se fazes 10 anos que entraste em geografia devo conhecer-te de vista e até deves ter praxado a minha geração.
Na volta saberás com quem falas, mas eu é que não faço a mínima...

Abraço.

humming disse...

Tanta conversa... ;) Eu cá adorei. Para mim sabe a leveza, apesar de parecer esconder algo mais. Gostei mesmo.

Fernando Pessoa disse...

caro ruinzolas,

não há problema nenhum :) costumo dizer que as palavras depois de publicadas no blog já não me pertencem. às vezes mesmo quando me chegam e me obrigam a escrever, parece que estão no éter, prontas para que alguém lhes pegue.

(para alguém que já escreve há tanto tempo, é fácil perceber formas mais interessantes de dispor as palavras. eu ainda não ultrapassei o estigma de depois de as escrever não gostar de as alterar)

rogeiromad,

olha que não sei. eu não prachei muito, e os nomes da malta não os decorei muito facilmente, mas conheço o pessoal todo :) por isso. o meu nome de guerra era 69...
:)

humming

de facto muita conversa anda aqui à solta. tem sempre de haver o espaço em que o leitor se identifica, entra na poesia e procura reter alguma coisa para si. deve-se deixar o espaço ao sonhador (quem gosta da poesia gosta disso)

obrigado pelas palavras.

Rogeriomad disse...

Pois...
por Fernando Pessoa ou 69 fico igual.
Não é difícil conhecer o pessoal todo! Somos pouquinhos...

Abraço.

Fernando Pessoa disse...

eu andei a investigar e já descobri quem é vossa excelência

:)

falaremos melhor um dia destes :)

Rogeriomad disse...

Pois... também não será difícil.
Tens acesso ao nome, ao mail e a um conjunto de blogues que indicam quem sou. Além disso estive alguns anitos na UMinho... ;)

Falaremos se nos encontrarmos! :)

Abraço.

Pinturas populares (últimos 30 dias)