quinta-feira, 3 de abril de 2008

Sonhos inacabados

Os meus sonhos
«Não sei se vos conte os meus sonhos. São sonhos velhos, fora de moda, mais próprios de um adolescente que de um cidadão. São simultaneamente prenhes de episódios e precisos, um pouco vagarosos ainda que de grande colorido, como os que poderia ter um alma fantasiosa mas no fundo simples, uma alma muito organizada. São sonhos que acabam por cansar um pouco, porque quem os tem acorda sempre antes do seu desenlace, como se o impulso onírico se esgotasse na representação dos pormenores e de desinteressasse do resultado, como se a actividade de sonhar fosse única ainda ideal e sem objectivo. Não conheço, por isso, o final dos meus sonhos, e pode revelar desconsideração relatá-los sem estar em condições de oferecer uma conclusão ou um ensinamento.»
O Homem Sentimental, de Javier Marías

10 comentários:

Dalaila disse...

e estes sonhos eternizam

tonsdeazul disse...

Dalaila,
Que nem todos se eternizem, pois os de hoje não gostaria que ficassem durante muito tempo nas entranhas da minha memória! :)
Beijinho

©carmen zita disse...

É uma interessante citação. Na verdade senti que esta poderia ser uma visão particular dos meus próprios sonhos.
Tenho de descobrir este autor :)
Abraço.

tonsdeazul disse...

Carmen Zita, olá
Este livro é lindíssimo e tem parágrafos onde temos mesmo de parar a leitura para saboreá-los serenamente.
Vale a pena descobri-lo. Se tiveres oportunidade lê também "Todas as almas".
Um beijinho e um óptimo fim-de-semana!

su disse...

Tens despertado em mim um sinal de alerta para alguns livros fabulosos...como aquele de posia que li, devorei e reli umas quantas vezes...e será motivo d epost na Teia daqui a uns tempos, de certeza. Agora, fiquei intrigada com este também...
O sistema é o mesmo, não é? De encomenda?

O que sabemos nós dos nossos sonhos se são eles mesmo que nos comandam discretos e escondidos, de modo a deixar-nos com a sensação de quem somos nós que o fazemos?!

tonsdeazul disse...

Su fico contente por teres gostado do livro e por ele ter despertado em ti um enorme gosto em relê-lo!
Quanto a Javier Marías, é um autor que também ando a conhecer. Este livro tem imensas passagens como estas duas que transcrevi, que são pequenos momentos de reflexão!

Quanto ao sistema... Este foi mesmo adquirido numa maravilhosa livraria em Leiria. Estava a preço de saldo e não pude deixá-lo lá na montra. :) Mas acredito que o encontres lá naquele site...

Olha eu não sei mesmo nada dos meus sonhos, que quase sempre são marados e têm sempre uma névoa a envolver-lhes...

carteiro disse...

Os meus sonhos de olhos fechados, enquanto durmo, não são muito parecidos a estes. São sempre enevoados e quase nunca memoráveis.
Enquanto aos meus sonhos de olhos abertos, ... esses, oh, muito têm disto. hei-de até, um dia, ensinar-me qualquer coisas com eles.

Soube-me bem ler estas palavras, que em nada me soam a estranho :)

tonsdeazul disse...

Carteiro,
Muito sinceramente eu acredito que tu andas sempre a sonhar e sempre de olhos abertos!! Por isso é que depois dizes que estas palavras nem te soam a estranho!! Ehehe

Anónimo disse...

Adorei o post!

Já que estamos falando da arte de sonhar, dêem uma olhada neste video do youtube http://www.youtube.com/watch?v=hyaX3JgPLVk, ou acesse o site www.meus3desejos.com.br. Tenho certeza que vocês irão gostar.

Abs.

Dalaila disse...

mas tudo ainda é inacabado até os sonhos

Pinturas populares (últimos 30 dias)