quarta-feira, 15 de novembro de 2006

O lado canhoto e as migalhas

No meio do nada e no silêncio de tudo,
o adormecido lado canhoto do peito
afundou as suas palavras,
na mais profunda e negra escuridão!
As pequenas migalhas
flutuam perdidas,
algures no lado esquerdo do sentir.

7 comentários:

joão ferreira dias disse...

o lado canhoto da vida adormece ao som de uma cantiga leninista.

obrigado pelas palavras lá no kontrastes.

ângela disse...

Oh, Tons de Azul
Mas k vaia tão poetica! Veia não, eu acho k é o corpo todo poetico!!!
Sim sr... e pk não, escrever um livrito de poemas?
Bjokas

O (A)Normal disse...

ora aqui tá o k faltava: um bom blog em tons de azul

abraços blogosféricos

bigueinterrogassao disse...

"o lado canhoto e as migalhas" isso é o q?? iso é a continuaçao de "o leao, a feiticeira e o guarda-roupa"??

naoseiquenome usar disse...

Como o tudo e o nada estão tão próximos!
E como o nosso lado canhoto tem o comando... beijo.

Um outro olhar disse...

o lado canhoto
tantas vezes esquecido
o lado do coração

:)

O autor disse...

o lado canhoto do peito existe e as suas migalhas ainda fazem sentir um pouco daquilo que um dia o fez nascer!!! Beijinho

Ass:surrapa do lado canhoto do peito

Pinturas populares (últimos 30 dias)