terça-feira, 18 de agosto de 2009

Amália

Lisboa: Panteão Nacional
Se uma gaivota viesse
trazer-me o céu de Lisboa
no desenho que fizesse,
nesse céu onde o olhar
é uma asa que não voa,
esmorece e cai no mar.

Que perfeito coração
no meu peito bateria,
meu amor na tua mão,
nessa mão onde cabia
perfeito o meu coração.

Se um português marinheiro,
dos sete mares andarilho,
fosse quem sabe o primeiro
a contar-me o que inventasse,
se um olhar de novo brilho
no meu olhar se enlaçasse.

Que perfeito coração
morreria no meu peito,
meu amor na tua mão,
nessa mão onde perfeito
bateu o meu coração.

Que perfeito coração
no meu peito bateria,
meu amor na tua mão,
nessa mão onde cabia
perfeito o meu coração.

Que perfeito coração
no meu peito bateria,
meu amor na tua mão,
nessa mão onde cabia
perfeito o meu coração.

Perfeito o meu coração.
Perfeito o meu coração.


The Gift - Amália Hoje, Gaivota
________________________________________
Fotografia: tirada à exposição Amália no mundo - O Mundo de Amália, que está patente no Panteão Nacional de Lisboa (Igreja de Santa Engrácia), até dia 15 de Setembro. Esta é composta por 150 peças e tem como objectivo mostrar a dimensão internacional de Amália. Aconselho vivamente a visita!

5 comentários:

Teté disse...

Estiveste por Lisboa enquanto eu passarinhava pelos Algarves? Ele há coincidências... :)

Quanto à exposição talvez, mas quero ir primeiro à do Museu de Arte Antiga, sobre os Descobrimentos.

Beijinhos!

su disse...

Ai andaste aqui por estas bandas?! Pois, eu era mais pelo Norte e Galiza (para variar!).
Apesar de tudo, continuo a preferir a eterna Amália às homenagens que se têm feito á mesma.

Beijinhos.

su disse...

Fui verificar a correcção, ou não, e afinal estava mesmo certa: muitos PARABÉNS atrasados mas sinceros e sentidos! Tudo de bom, sempre e sempre! :)

Graciela disse...

Amplié la imagen de la fotografía y el lugar bellísimo.
Qué buen montaje han realizado!
Muy original.Un homenaje muy merecido para esta artista singular.
Gracias por visitarme en el nuevo blog. Gracias por tus comentarios!
Seguro que ha gustado más, ahora es un BLOG AZUL.
Un beso!

tonsdeazul disse...

Pois é Teté!! :)
Andei por lá pelas ruas e ruelas estreitas e soube bem não encontrar tanta gente! Apesar de os turistas até serem imensos, principalmente espanhóis!

Também gostava de ter ido ver essa, mas não me foi possível. Já ouvi falar muito bem dessa exposição, depois se fores conta-me se valeu mesmo a pena.

Beijos


Olá Su,
Fazia tempo que andava a querer conhecer a capital com outros olhos, pois sempre que lá ia era sempre mais a trabalho ou em visitas fugazes. Assim fui conhecer lugares e rever outros. :)
Pois o Norte é sempre um bom motivo para escapar aos algarves. :)
Ehehe Obrigada, moça. E olha que eu não estive novamente em Veneza!! Tudo se refere ao ano passado. :) Beijinhos


Graciela, Olá
Sim o espaço é realmente muito bonito e com a exposição ficou com outro ar!
A foto foi tirada do último andar do Panteão.
Ah! Sem dúvida que ficou muito mais glamoroso em AZUL, mas a essência que sempre me cativou continua toda lá. :) :) :) Beijos

Pinturas populares (últimos 30 dias)