quinta-feira, 21 de agosto de 2008

"Brinquedo"

Ilustração de Chantal Muller Van der BergheIlustração de Chantal Muller Van der Berghe

Foi um sonho que eu tive:
Era uma grande estrela de papel,
Um cordel
E um menino de bibe.

O menino tinha lançado a estrela
Com ar de quem semeia uma ilusão;
E a estrela ia subindo, azul e amarela,
Presa pelo cordel à sua mão.

Mas tão alto subiu
Que deixou de ser estrela de papel.
E o menino, ao vê-la assim, sorriu
E cortou-lhe o cordel.


Miguel Torga, Diário I, 1941

5 comentários:

Teté disse...

Lindo, o poema do Torga! :)

Jinhos!

Tatá disse...

Há um menino, há um moleque, morando sempre no meu coração...já dizia a canção e tenho sempre isso comigo.
Linda a poesia.

Beijos

Miguel disse...

Excelente escolha ...
Deixa-nos a pensar ...!


Um BOM FDS!
Bjks da M&M & Cª!

su disse...

Sempre gostei muito deste poema de Torga...aliás, como imensos dele. Esta ilustração está espectacular!
Beijinhos beM GRANDES.

Graciela disse...

Bellas palabras y mágica ilustración.
Saludos,
Graciela.

Pinturas populares (últimos 30 dias)