sexta-feira, 13 de abril de 2007

Era uma vez... 4 - "O gato Rodolfo"

"O gato Rodolfo era conhecido nas redondezas por ser o gato mais preguiçoso da aldeia. Senhor de um bigode farto e de um pêlo comprido e reluzente, passava os dias enroscado em si próprio fazendo justiça aos rumores que corriam sobre si. Certo dia, quando o gato Rodolfo se dedicava ao seu passatempo preferido, aproximou-se um desconhecido que sussurrando lhe perguntou:

- Rodolfo, diz-me, o que é que te dá mais prazer na vida?

Abrindo um olho desconfiado, olhou para cima e respondeu:

- Miau! Não fazer nada, meu caro desconhecido! Miau! E tenho bastante orgulho nisso!!

O desconhecido respondeu-lhe então:

- Mas, gato Rodolfo, se não estás a fazer nada, isso significa que estás então a fazer alguma coisa que será o "nada".

E com estas palavras, o desconhecido afastou-se deixando o gato pensativo e muito baralhado.

Reza a história que a partir desse dia, o gato Rodolfo nunca mais descansou. E ainda hoje se pode ver o pobre Rodolfo caminhando pelas ruas da aldeia tentando perceber as palavras que o desconhecido lhe dissera um dia:

- Miau…então, se eu não faço nada, não faço nada… mas realmente se não estou a fazer nada, ele tinha razão, estou a fazer alguma coisa… não… não… é impossível, eu é que tenho razão… então se eu não me mexo… não faço nada! É isso! Mas será que não fazer nada é fazer alguma coisa? Vamos lá ver outra vez… (…)"
____________________
Título: "O gato Rodolfo"
Autor: 22
Blogue: http://azul-e-verde.blogspot.com/

9 comentários:

ângela disse...

Como é mais fácil uma pessoa criticar do que tentar fazer....
Aqui vou eu...
Pelo k eu percebi o desafio era "história original infantil"!
Dizer a um puto de 5/6 anitos k não fazendo nada, está a fazer alguma coisa... é dose!
Mas parabéns pela coragem!
Bjokas

O autor disse...

Gosto de gatos e gatas...
E gosto de os ver a não fazer nada, fazendo sempre alguma coisa...
Gosto desta história!!!

Margarida disse...

A Ângela tem razão: a história é de difícil compreensão para uma criança pequena...
Mas lá que está gira, lá isso está!

Cartoon disse...

Uma história infantil não é obrigatoriamente para crianças de 5/6 anos, pode ser para idades superiores. "O Príncipezinho", por exemplo, é uma história que, apesar de não parecer, é muito complexa e esconde uma filosofia que talvez não estará ao alcance de qualquer criança. No entanto, as crianças lêem a obra :)

Rogermad disse...

Estas histórias não são para crianças...

Estas últimas histórias são muito infantis. Uma criança a ler ou a ouvir chorava ou fazia cócó nas fraldas...

Só escapa a primeira...

Mas vamos analisar esta ao pormenor:

O autor escolheu um Gato... podia ter sido um cão, um sapo, um camaleão, até podia ser o animal do Sócrates...
Deu o nome de Rodolfo como podia ser Rogermad, Romeno, Rodrigo, Roberto Leal...
E escolheu como tema para a sua história uma divagação mais que batida: falar sobre o nada!

Resultado final:
Uma história que nada acrescenta...

Uma avó que contasse esta história aos seus netos... era agredida pelos putos!

Enfim...

Vamos lá ver se surgem histórias melhorzitas...
Começou bem... e?

rahlo ortuo disse...

uma história engraçada, e que ia colocar muitas perguntas, mas para o final faltou-lhe um pouco de energia ou melhor alguma "afinação"
o conteúdo vale a pena

:)

Fábula disse...

esta história do gato Rudolfo é muito filosófica. é uma questão que intriga muita gente, não fazer nada é ou não fazer alguma coisa?! ;)

Rogermad disse...

Já que perguntas...
Vamos escrever sobre o Nada:




Olha já escrevi...
Leste? Viste?


Enfim...
"Não fazer nada" é força de expressão. É obvio que estamos sempre a fazer alguma coisa. Enquanto tivermos vida, estamos a fazer algo. O nosso corpo é um sistema vivo! Não pára. Quando pára, morre! O "Nada" é o contrário do "Ser"!
Se nós Somos estamos sempre a fazer algo! Se Fomos... já não!

Por exemplo, por vezes estou quieto (supostamente não faço nada) e estou a dar peidos interiores, logo estou a fazer qualquer coisa...
"Olha aquele gajo sem fazer nada!"
Mal eles sabem que me peido à fartazana.

Daí esta história ser vazia de conteúdo. Pega num assunto que é mais batido que o pão...

Saudações geo,

Rogermad

Alien David Sousa disse...

Não concordo que esta história seja vazia.
Se eu leio algo que consegue arrancar de mim um sorriso ou uma lágrima. Arrancar de mim uma emoção, o trabalho do autor/a está feito e bem feito.
Neste caso arrancou-me um sorriso.
ADOREI!
Teve o meu voto. Parabéns ao autor/a.
Chateiam-me as histórias infantis que usam palavras como" fofo";" "queridinho"; e tudo o que são palavras acabadas am INHO.

Saudações alienígens

Pinturas populares (últimos 30 dias)